Ensinamento sobre o verdadeiro discipulado

Lucas 12:1-13:9

121Milhares de pessoas se ajuntaram, de tal maneira que umas pisavam as outras. Então Jesus disse primeiro aos discípulos:

Jesus

Cuidado com o fermento dos fariseus, isto é, com a falsidade deles. 2Tudo o que está coberto vai ser descoberto, e o que está escondido será conhecido. 3Assim tudo o que vocês disserem na escuridão será ouvido na luz do dia. E tudo o que disserem em segredo, dentro de um quarto fechado, será anunciado abertamente.

4Jesus continuou:

Jesus

Eu afirmo a vocês, meus amigos: não tenham medo daqueles que matam o corpo, mas depois não podem fazer mais nada. 5Vou mostrar a vocês de quem devem ter medo: tenham medo de Deus, que, depois de matar o corpo, tem poder para jogar a pessoa no inferno. Sim, repito: tenham medo de Deus.
6Por acaso não é verdade que cinco passarinhos são vendidos por algumas moedinhas? No entanto Deus não esquece nenhum deles. 7Até os fios dos cabelos de vocês estão todos contados. Não tenham medo, pois vocês valem mais do que muitos passarinhos!

8Jesus disse ainda:

Jesus

Eu digo a vocês que, se alguém afirmar publicamente que é meu, então o Filho do Homem também afirmará, diante dos anjos de Deus, que essa pessoa é dele. 9Mas aquele que disser publicamente que não é meu, o Filho do Homem também dirá diante dos anjos de Deus que essa pessoa não é dele.
10Quem falar contra o Filho do Homem será perdoado, porém quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado.
11Quando levarem vocês para serem julgados nas sinagogas ou diante dos governadores e autoridades, não fiquem preocupados, pensando como vão se defender ou o que vão dizer. 12Pois naquela hora o Espírito Santo lhes ensinará o que devem dizer.

13Um homem que estava no meio da multidão disse a Jesus:

Alguém na Multidão

Mestre, mande o meu irmão repartir comigo a herança que o nosso pai nos deixou.

14Jesus disse:

Jesus

Homem, quem me deu o direito de julgar ou de repartir propriedades entre vocês?

15E continuou, dizendo a todos:

Jesus

Prestem atenção! Tenham cuidado com todo tipo de avareza porque a verdadeira vida de uma pessoa não depende das coisas que ela tem, mesmo que sejam muitas.

16Então Jesus contou a seguinte parábola:

Jesus

As terras de um homem rico deram uma grande colheita. 17Então ele começou a pensar: 'Eu não tenho lugar para guardar toda esta colheita. O que é que vou fazer? 18Ah! Já sei! — disse para si mesmo. — Vou derrubar os meus depósitos de cereais e construir outros maiores ainda. Neles guardarei todas as minhas colheitas junto com tudo o que tenho. 19Então direi a mim mesmo: 'Homem feliz! Você tem tudo de bom que precisa para muitos anos. Agora descanse, coma, beba e alegre-se.‘ ' 20Mas Deus lhe disse: 'Seu tolo! Esta noite você vai morrer; aí quem ficará com tudo o que você guardou?'

21Jesus concluiu:

Jesus

Isso é o que acontece com aqueles que juntam riquezas para si mesmos, mas para Deus não são ricos.

22Então Jesus disse aos seus discípulos:

Jesus

É por isso que eu digo a vocês: não se preocupem com a comida que precisam para viver nem com a roupa que precisam para se vestir. 23Pois a vida é mais importante do que a comida, e o corpo é mais importante do que as roupas. 24Vejam os corvos: não semeiam, não colhem, não têm despensas nem depósitos, mas Deus dá de comer a eles. Será que vocês não valem muito mais do que os pássaros? 25Qual de vocês pode encompridar a sua vida, por mais que se preocupe com isso? 26Portanto, se vocês não podem conseguir uma coisa assim tão pequena, por que se preocupam com as outras? 27Vejam como crescem as flores do campo: elas não trabalham, nem fazem roupas para si mesmas. Mas eu afirmo a vocês que nem mesmo Salomão, sendo tão rico, usava roupas tão bonitas como uma dessas flores. 28É Deus quem veste a erva do campo, que hoje está aqui e amanhã desaparece, queimada no forno. Então é claro que ele vestirá também vocês, que têm uma fé tão pequena! 29Portanto, não fiquem aflitos, procurando sempre o que comer ou o que beber. 30Pois os pagãos deste mundo é que estão sempre procurando todas essas coisas. O Pai de vocês sabe que vocês precisam de tudo isso. 31Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus, e Deus lhes dará todas essas coisas.

32Jesus continuou:

Jesus

Meu pequeno rebanho, não tenha medo! Pois o Pai tem prazer em dar o Reino a vocês. 33Vendam tudo o que vocês têm e dêem o dinheiro aos pobres. Arranjem bolsas que não se estragam e guardem as suas riquezas no céu, onde elas nunca se acabarão; porque lá os ladrões não podem roubá-las, e as traças não podem destruí-las. 34Pois onde estiverem as suas riquezas, aí estará o coração de vocês.

35E Jesus disse ainda:

Jesus

Fiquem preparados para tudo: estejam com a roupa bem presa com o cinto e conservem as lamparinas acesas. 36Sejam como os empregados que esperam pelo patrão, que vai voltar da festa de casamento. Logo que ele bate na porta, os empregados vão abrir. 37Felizes aqueles empregados que o patrão encontra acordados e preparados! Eu afirmo a vocês que isto é verdade: o próprio patrão se preparará para servi-los, mandará que se sentem à mesa e ele mesmo os servirá. 38Eles serão felizes se o patrão os encontrar alertas, mesmo que chegue à meia-noite ou até mais tarde. 39Lembrem disto: se o dono da casa soubesse a que hora o ladrão viria, não o deixaria arrombar a sua casa. 40Vocês, também, fiquem alertas, porque o Filho do Homem vai chegar quando não estiverem esperando.

41Então Pedro perguntou:

Simão Pedro

Senhor, essa parábola é só para nós ou é para todos?

42O Senhor respondeu:

Jesus

Quem é, então, o empregado fiel e inteligente? É aquele que o patrão encarrega de tomar conta da casa e de dar comida na hora certa aos outros empregados. 43Feliz aquele empregado que estiver fazendo isso quando o patrão chegar! 44Eu afirmo a vocês que, de fato, o patrão vai colocá-lo como encarregado de toda a sua propriedade. 45Mas imaginem o que acontecerá se aquele empregado pensar que o seu patrão está demorando muito para voltar. E imaginem que esse empregado comece a bater nos outros empregados e empregadas e a comer e a beber até ficar bêbado. 46Então o patrão voltará no dia em que o empregado menos espera e na hora que ele não sabe. Aí o patrão mandará cortar o empregado em pedaços e o condenará a ir para o lugar aonde os desobedientes vão.
47O empregado que sabe qual é a vontade do patrão, mas não se prepara e não faz o que ele quer, será castigado com muitas chicotadas. 48Mas o empregado que não sabe o que o patrão quer e faz alguma coisa que merece castigo, esse empregado será castigado com poucas chicotadas. Assim será pedido muito de quem recebe muito; e, daquele a quem muito é dado, muito mais será pedido.

49Jesus continuou:

Jesus

Eu vim para pôr fogo na terra e como eu gostaria que ele já estivesse aceso! 50Tenho de receber um batismo e como estou aflito até que isso aconteça! 51Vocês pensam que eu vim trazer paz ao mundo? Pois eu afirmo a vocês que não vim trazer paz, mas divisão. 52Porque daqui em diante uma família de cinco pessoas ficará dividida: três contra duas e duas contra três. 53Os pais vão ficar contra os filhos, e os filhos, contra os pais. As mães vão ficar contra as filhas, e as filhas, contra as mães. As sogras vão ficar contra as noras, e as noras, contra as sogras.

54Jesus disse também ao povo:

Jesus

Quando vocês vêem uma nuvem subindo no oeste, dizem logo: 'Vai chover.' E, de fato, chove. 55E, quando sentem o vento sul soprando, dizem: 'Vai fazer calor.' E faz mesmo. 56Hipócritas! Vocês sabem explicar os sinais da terra e do céu. Então por que não sabem explicar o que querem dizer os sinais desta época?

57E Jesus terminou, dizendo:

Jesus

Por que é que vocês mesmos não decidem qual é a maneira certa de agir? 58Se alguém fizer uma acusação contra você e levá-lo ao tribunal, faça o possível para resolver a questão enquanto ainda está no caminho com essa pessoa. Isso para que ela não o leve ao juiz, o juiz o entregue ao guarda, e o guarda ponha você na cadeia. 59Eu lhe afirmo que você não sairá dali enquanto não pagar a multa toda.

131Naquela mesma ocasião algumas pessoas chegaram e começaram a comentar com Jesus como Pilatos havia mandado matar vários galileus, no momento em que eles ofereciam sacrifícios a Deus. 2Então Jesus disse:

Jesus

Vocês pensam que, se aqueles galileus foram mortos desse jeito, isso quer dizer que eles pecaram mais do que os outros galileus? 3De modo nenhum! Eu afirmo a vocês que, se não se arrependerem dos seus pecados, todos vocês vão morrer como eles morreram. 4E lembrem daqueles dezoito, do bairro de Siloé, que foram mortos quando a torre caiu em cima deles. Vocês pensam que eles eram piores do que os outros que moravam em Jerusalém? 5De modo nenhum! Eu afirmo a vocês que, se não se arrependerem dos seus pecados, todos vocês vão morrer como eles morreram.

6Então Jesus contou esta parábola:

Jesu

Certo homem tinha uma figueira na sua plantação de uvas. E, quando foi procurar figos, não encontrou nenhum. 7Aí disse ao homem que tomava conta da plantação: 'Olhe! Já faz três anos seguidos que venho buscar figos nesta figueira e não encontro nenhum. Corte esta figueira! Por que deixá-la continuar tirando a força da terra sem produzir nada?' 8Mas o empregado respondeu: 'Patrão, deixe a figueira ficar mais este ano. Eu vou afofar a terra em volta dela e pôr bastante adubo. 9Se no ano que vem ela der figos, muito bem. Se não der, então mande cortá-la.'

PERGUNTAS, PERGUNTAS, PERGUNTAS

  • Liste todas as perguntas levantadas no texto. Quem as fez? Para quem elas foram feitas?
  • Você já fez perguntas como essas? Quando? Para quem?
  • Essa porção das Escrituras levantam perguntas novas em seu coração e mente? Quais?
  • Escreva para um mentor confiável com uma pergunta que você possa ter sobre essa porção das Escrituras.
Temporary demo of the NTLH in the SourceView format
Copyright permission in process
Nova Tradução na Linguagem de Hoje
Copyright 2000 Sociedade Bíblica do Brasil.
Todos os direitos reservados

© 2018 SourceView LLC.
11