A conversão de Paulo

Atos 8:5-9:31

8>4Aqueles que tinham sido espalhados anunciavam o evangelho por toda parte. 5Filipe foi até a capital da Samaria e anunciava Cristo às pessoas dali, 6e as multidões ouviam com atenção o que ele dizia. Todos o escutavam e viam os milagres que ele fazia. 7Os espíritos maus, gritando, saíam de muitas pessoas, e muitos coxos e paralíticos eram curados. 8E assim o povo daquela cidade ficou muito alegre.
9Morava ali um homem chamado Simão, que desde algum tempo atrás fazia feitiçaria entre os samaritanos e os havia deixado muito admirados. Ele se fazia de importante, 10e os moradores de Samaria, desde os mais importantes até os mais humildes, escutavam com muita atenção o que ele dizia. Eles afirmavam:

Moradores de Samaria

Este homem é o poder de Deus! Ele é 'o Grande Poder'!"

11Eles davam atenção ao que Simão fazia porque durante muito tempo ele os havia deixado assombrados com as suas feitiçarias. 12Mas eles acreditaram na mensagem de Filipe a respeito da boa notícia do Reino de Deus e a respeito de Jesus Cristo e foram batizados, tanto homens como mulheres. 13O próprio Simão também creu. E, depois de ser batizado, acompanhava Filipe de perto, muito admirado com os grandes milagres e maravilhas que ele fazia.
14Os apóstolos, que estavam em Jerusalém, ficaram sabendo que o povo de Samaria também havia recebido a palavra de Deus e por isso mandaram Pedro e João para lá. 15Quando os dois chegaram, oraram para que a gente de Samaria recebesse o Espírito Santo, 16pois o Espírito ainda não tinha descido sobre nenhum deles. Eles apenas haviam sido batizados em nome do Senhor Jesus. 17Aí Pedro e João puseram as mãos sobre eles, e assim eles receberam o Espírito Santo.
18Simão viu que, quando os apóstolos punham as mãos sobre as pessoas, Deus dava a elas o Espírito Santo. Por isso ofereceu dinheiro a Pedro e a João, 19dizendo:

Simão, o feiticeiro

Quero que vocês me dêem também esse poder. Assim, quando eu puser as mãos sobre alguém, essa pessoa receberá o Espírito Santo.

20Então Pedro respondeu:

Simão Pedro

Que Deus mande você e o seu dinheiro para o inferno! Você pensa que pode conseguir com dinheiro o dom de Deus? 21Você não tem direito de tomar parte no nosso trabalho porque o seu coração não é honesto diante de Deus. 22Arrependa-se, deixe o seu plano perverso e peça ao Senhor que o perdoe por essa má intenção. 23Vejo que você está cheio de inveja, uma inveja amarga como fel, e vejo também que você está preso pelo pecado.

24Aí Simão disse a Pedro e a João:

Simão, o feiticeiro

Por favor, peçam ao Senhor por mim para que não aconteça comigo nada do que vocês disseram.

25Depois de terem dado o seu testemunho e de terem pregado a palavra do Senhor, Pedro e João voltaram para Jerusalém. No caminho eles espalhavam o evangelho em muitos povoados da Samaria.
26Um anjo do Senhor disse a Filipe:

Um Anjo

Apronte-se e vá para o Sul, pelo caminho que vai de Jerusalém até a cidade de Gaza.

(Pouca gente passava por aquele caminho.)
27-28Filipe se aprontou e foi. No caminho ele viu um eunuco da Etiópia, que estava voltando para o seu país. Esse homem era alto funcionário, tesoureiro e administrador das finanças da rainha da Etiópia. Ele tinha ido a Jerusalém para adorar a Deus. Na volta, sentado na sua carruagem, ele estava lendo o livro do profeta Isaías. 29Então o Espírito Santo disse a Filipe:

Deus

Chegue perto dessa carruagem e acompanhe-a.

30Filipe correu para perto da carruagem e ouviu o funcionário lendo o livro do profeta Isaías. Aí perguntou:

Filipe, o Evangelista

O senhor entende o que está lendo?

O Eunuco Etíope

31Como posso entender se ninguém me explica?

respondeu o funcionário.
Então convidou Filipe para subir e sentar-se com ele na carruagem. 32A parte das Escrituras Sagradas que o funcionário estava lendo era esta:
"Ele era como um cordeiro que é levado para ser morto;
era como uma ovelha que fica muda quando cortam a sua lã.
Ele não disse nada.
33Foi humilhado, e foram injustos com ele.
Ninguém poderá falar a respeito de descendentes dele,
já que a sua vida na terra chegou ao fim."
34O funcionário perguntou a Filipe:

O Eunuco Etíope

Por favor, me explique uma coisa! De quem é que o profeta está falando isso? É dele mesmo ou de outro?

35Então, começando com aquela parte das Escrituras, Filipe anunciou ao funcionário a boa notícia a respeito de Jesus.
36Enquanto estavam viajando, chegaram a um lugar onde havia água. Então o funcionário disse:

O Eunuco Etíope

Veja! Aqui tem água. Será que eu não posso ser batizado?

37[Filipe respondeu:

Filipe, o Evangelista

Se o senhor crê de todo o coração, é claro que pode.

E o funcionário disse:

O Eunuco Etíope

Sim, eu creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.]

38Ele mandou parar a carruagem, os dois entraram na água, e Filipe o batizou ali.
39Quando eles estavam saindo da água, o Espírito do Senhor levou Filipe embora. O funcionário não viu mais Filipe, porém continuou a sua viagem, cheio de alegria. 40De repente, Filipe se encontrou na cidade de Azoto e seguiu viagem, anunciando o evangelho por todas as cidades até chegar a Cesaréia.
91Enquanto isso, Saulo não parava de ameaçar de morte os seguidores do Senhor Jesus. Ele foi falar com o Grande Sacerdote 2e pediu cartas de apresentação para as sinagogas da cidade de Damasco. Com esses documentos Saulo poderia prender e levar para Jerusalém os seguidores do Caminho do Senhor que moravam ali, tanto os homens como as mulheres.
3Mas na estrada de Damasco, quando Saulo já estava perto daquela cidade, de repente, uma luz que vinha do céu brilhou em volta dele. 4Ele caiu no chão e ouviu uma voz que dizia:

Jesus

Saulo, Saulo, por que você me persegue?

Paulo

5Quem é o senhor?

perguntou ele.
A voz respondeu:

Jesus

Eu sou Jesus, aquele que você persegue. 6Mas levante-se, entre na cidade, e ali dirão a você o que deve fazer.

7Os homens que estavam viajando com Saulo ficaram parados sem poder dizer nada. Eles ouviram a voz, mas não viram ninguém. 8Saulo se levantou do chão e abriu os olhos, mas não podia ver nada. Então eles o pegaram pela mão e o levaram para Damasco. 9Ele ficou três dias sem poder ver e durante esses dias não comeu nem bebeu nada.
10Em Damasco morava um seguidor de Jesus chamado Ananias. Ele teve uma visão, e nela apareceu o Senhor, chamando:

Deus

Ananias!

Ele respondeu:

Ananias de Damasco

Aqui estou, Senhor!

11E o Senhor lhe disse:

Deus

Apronte-se, e vá até a casa de Judas, na rua Direita, e procure um homem chamado Saulo, da cidade de Tarso. Ele está orando 12e teve uma visão. Nela apareceu um homem chamado Ananias, que entrou e pôs as mãos sobre ele a fim de que ele pudesse ver de novo.

13Ananias respondeu:

Ananias de Damasco

Senhor, muita gente tem me falado a respeito desse homem e de todas as maldades que ele fez em Jerusalém com os que crêem no Senhor. 14E agora ele veio aqui a Damasco com autorização dos chefes dos sacerdotes para prender todos os que te adoram.

15Mas o Senhor disse a Ananias:

Deus

Vá, pois eu escolhi esse homem para trabalhar para mim, a fim de que ele anuncie o meu nome aos não-judeus, aos reis e ao povo de Israel. 16Eu mesmo vou mostrar a Saulo tudo o que ele terá de sofrer por minha causa.

17Então Ananias foi, entrou na casa de Judas, pôs as mãos sobre Saulo e disse:

Ananias de Damasco

Saulo, meu irmão, o Senhor que me mandou aqui é o mesmo Jesus que você viu na estrada de Damasco. Ele me mandou para que você veja de novo e fique cheio do Espírito Santo.

18No mesmo instante umas coisas parecidas com escamas caíram dos olhos de Saulo, e ele pôde ver de novo. Ele se levantou e foi batizado; 19depois ele comeu alguma coisa e ficou forte como antes.
Saulo ficou alguns dias com os seguidores de Jesus em Damasco. 20E começou imediatamente a anunciar Jesus nas sinagogas, dizendo:

Paulo

Jesus é o Filho de Deus.

21Todos os que ouviam Saulo ficavam admirados e perguntavam:

Judeus em Damasco

Não é este o homem que em Jerusalém estava matando todos os seguidores de Jesus? Não foi ele que veio até aqui para prender e levar essa gente aos chefes dos sacerdotes?

22Mas as mensagens de Saulo se tornavam cada vez mais poderosas. E as provas que ele apresentava de que Jesus era o Messias eram tão fortes, que os judeus que moravam em Damasco não sabiam o que dizer.
23Muitos dias depois, os judeus de Damasco se reuniram e resolveram matá-lo, 24mas Saulo ficou sabendo do plano deles. Eles vigiavam os portões da cidade dia e noite para o matar. 25Mas certa noite os seguidores de Saulo o puseram dentro de um cesto e o desceram por uma abertura que havia na muralha da cidade.
26Saulo foi para Jerusalém e tentou juntar-se aos seguidores de Jesus. Porém todos tinham medo dele porque não acreditavam que ele também era seguidor de Jesus. 27Então Barnabé veio ajudá-lo e o apresentou aos apóstolos. E lhes contou como Saulo tinha visto o Senhor no caminho e como o Senhor havia falado com ele. Barnabé também contou como, em Damasco, Saulo, pelo poder do nome de Jesus, havia anunciado corajosamente o evangelho. 28Depois disso Saulo ficou com eles, andando por toda parte em Jerusalém; e, pelo poder do nome do Senhor, ele anunciava corajosamente o evangelho. 29Ele também conversava e discutia com os judeus que tinham sido criados fora da terra de Israel, mas eles procuravam um jeito de matá-lo. 30Quando os irmãos souberam disso, levaram Saulo até a cidade de Cesaréia e depois o mandaram para a cidade de Tarso.
31Em toda a região da Judéia, Galiléia e Samaria, a Igreja estava em paz. Ela ficava cada vez mais forte, crescia em número de pessoas com a ajuda do Espírito Santo e mostrava grande respeito pelo Senhor Jesus.

PERGUNTAS, PERGUNTAS, PERGUNTAS

  • Liste todas as perguntas levantadas no texto. Quem as fez? Para quem elas foram feitas?
  • Há alguma pergunta que chama sua atençào? Porquê?
  • Que perguntas você gostaria de perguntar ao autor desse texto?
  • Que implicações essas perguntas do texto têm para sua vida?
Temporary demo of the NTLH in the SourceView format
Copyright permission in process
Nova Tradução na Linguagem de Hoje
Copyright 2000 Sociedade Bíblica do Brasil.
Todos os direitos reservados

© 2018 SourceView LLC.
11